05 junho 2007

O Insight da Bagagem


Hoje passei por uma situação perrengueira mas que me deu um novo antigo insight da vida. Fui levar o carango pra consertar riscos e amassados no parachoque, coisas das barberagens urbanas. Levaria o carro ate lá e voltaria a pé, tranquilamente, na curta distância de 23 minutos entre o terminal do Santa Cândida e do Boa Vista.

Eis que na hora de entregar o carro percebi que minha mala de ferramentas, indispensável para o ganha pão, estava no porta-malas. E junto com esta mala de viagem recheada de ferramentas metálicas e bugigangas diversas, uma mala de estudante com meia dúzia de manuais e uns disquetes de serviço que, apesar de leves e pequenos, eram a parte mais valiosa da bagagem. Hahaha, pensei...

E lá saí eu da oficina com duas malas e um pinduricalho, carregando ladeira abaixo minha carga. Pensei "vou de ônibus", mas nem pelos R$1,90, nem por nada, mas por teimosia e uma certa submissão zen às adversidades, resolvi manter o plano e voltar a pé.

Ai ai ai, a caminhada de 23 minutos levou quase uma hora. Meus braços cansaram. Quando carreguei tudo nas costas meus ombros doeram. Mas aí veio o insight!!

Porque a vida de algumas pessoas flui tranquilamente, com velocidade e leveza, enquanto outras parece que são lentas e pesadas?

Claro!! A bagagem, a carga!

tem quem viva como se estivesse de havaianas... hoje é hoje, ontem foi ontem. Aprendi com o ontem pra viver o hoje diferente e fazer um amanhã melhor, mas o que fiz já fiz e não há como mudar. Deixa a carga do passado pra trás. O amanhã depende do hoje, que é o que eu vivo, e assim deixa a carga e espectativa do futuro de fora... e assim o hoje fica leve, fluido como um rio descendo a montanha.

eu carreguei as cargas pra aprender a deixar pra trás o que não preciso.
pra só levar na minha vida o que vale à pena mesmo.
pra ser leve, rápido e descansado.

Liberdade de pensamento! A leveza da vida!
(a violência machuca o corpo, mas a alma permanece)

Um comentário:

Aurélio disse...

Belo texto amigo!

Acho que esse é um lado bom de ser esquecido. Você vai deixando as bagagens pelo caminho, sem perceber. Quando se dá conta que está mais leve, nem lembra mais o que estava carregando :D

Isso aê, gostei. A economia de R$ 1,90 rendeu um bom texto, negocião!

Abraço