16 outubro 2007

O Fim dos Tempos Está no Fim!!


Quinze dias de invigilância! Apenas quinze dias... Começar a lidar com coisas do mundo, com programação, com equipamentos médicos, com lugares e serviços que estão aonde está a grana. Cara! Por um segundo não caí no abismo. Sério, por um segundo. Por um passo.

Não sei bem como aconteceu, mas lá estava eu vendo extratos, contas, fazendo cálculos e planos para o futuro, porém sem a humildade tão importante, tão mediadora e que tanto evita confusões e descaso...

Enfim, lá estava eu vivendo a vida do mundo, muito distante do eu que gosta de tocar violão, ficar perto dos bichos, brincar em fogueiras, ver as estrelas...

Lá estava eu longe de mim mesmo, criando para mim um mundo sem cor...
AMO programar! AMO! Mas que seja a diversão então, que seja pelo prazer, que seja pela PIRA, que seja pela loucura, pela cura, pelo amor...

Nada de planejar e pensar em grana e mais grana, pois ao mesmo tempo em que a energia materializada como dinheiro pode ajudar a resolver muitas coisas, pode nos destruir, acabar com toda a vida de construção por um segundo de corrupção, mesmo que seja corrupção de nossos próprios ideiais, de nós mesmos...

enfim, que bom que pude acordar... e que bom que percebi a tempo como foram perigos os 15 dias que praguejei como nunca, e que quase, muito quase caí em um abismo...

Um comentário:

e disse...

é, querido pássaro... eu acho que foi um período que rolou com mais gente do que eu imaginei mesmo. eu também estive nuns dias tão estranhos... e é tão absurda a forma como que a gente, mesmo a gente "quase" cai. ainda bem que existe o "quase".
mas será que será sempre assim?
saudade... sempre...